Laudo de ICMS CAPA

O que é o Laudo de ICMS?

Para entender sobre os Laudos de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços), precisamos ter alguns pontos em mente

  1. é preciso lembrar que ele é um serviço oferecido por peritos em elétrica, como engenheiros eletricistas e eletrotécnicos ou empresas especializadas em média e baixa tensão, como é o caso da WATT-SP;
  2. é estritamente necessário que o Laudo de ICMS seja desenvolvido por profissionais competentes e habilitados, caso contrário pode ocorrer a glosa (exclusão do crédito) por parte da Secretaria da Fazenda

Com isso em mente, saiba que o consumidor industrial, como você, que usa energia elétrica durante o processo produtivo pode creditar o ICMS pago na fatura de energia elétrica.

 

Assim, em vendas de mercadorias também tributadas pelo ICMS o crédito estará disponível.

 

Simplificando: a indústria pode recuperar o valor do ICMS cobrado na fatura de energia elétrica e deduzir o imposto a ser pago por meio de créditos.

 

Porém, para que isso seja possível, é necessária a elaboração de um documento chamado laudo técnico.

 

Esse laudo técnico se refere ao consumo de energia elétrica da indústria e tem como objetivo informar à fiscalização qual é a relação entre o consumo de energia destinado à produção e o consumo de energia administrativo (em escritórios, depósitos, etc).

Tipos de laudo para crédito de ICMS

Não existe apenas um modelo de laudo para crédito de ICMS. Na realidade, existem 3 mais populares e comumente solicitados. Eles são:

Laudo de ICMS Progressivo Estático

Antes de mais nada, entenda que, se a sua empresa não apresenta grandes alterações de energia elétrica durante os períodos produtivos, o Laudo de ICMS Progressivo Estático, sem dúvidas, é para você.

 

Isso se deve ao fato de a contabilidade da indústria sempre utilizar o mesmo percentual de energia gasta para fazer o lançamento do do crédito de ICMS por meio do Laudo Progressivo Estático.

 

Além disso, só é preciso alterar o Laudo de ICMS Progresssivo Estático  quando ocorre uma ampliação na indústria, modificação da planta ou alteração do sistema de energia elétrica dela.

Laudo de ICMS Progressivo Dinâmico

Baseando-se em dados totalmente opostos ao Laudo de ICMS Progressivo Estático, o Laudo de ICMS Progressivo Dinâmico, como o próprio nome sugere, é calculado com base nas grandes variações de uso de energia na indústria em questão.

 

Por isso, caso a sua indústria trabalhe com períodos de safra, onde utiliza mais energia em determinados meses do que em outros, o recomendado é que você escolha o Laudo de ICMS Progressivo Estático.

 

Além disso, caso sua empresa seja relativamente nova, e ainda não haja um histórico de consumo de energia disponível para padronização, você também tem a possibilidade de escolher o Laudo para Crédito de ICMS Progressivo Dinâmico.

 

Assim, você age com sabedoria e, mesmo que a sua empresa não tenha muito tempo de mercado, já pode obter o Crédito de ICMS, poupando recursos e otimizando resultados!

Laudo de ICMS Retroativo

O Laudo de ICMS Retroativo veio ao mundo para salvar aquelas empresas que:

 

  • não faziam ideia de que era possível obter crédito de ICMS por meio de um laudo;
  • têm mais tempo de mercado (mais de 5 anos) e nunca buscaram o crédito de ICMS.

 

Porém, nesse caso, o cálculo base para o Laudo de ICMS Retroativo é totalmente diferente dos anteriores, uma vez que se baseia em gastos passados, e não em previsões futuras.

 

Por isso, é responsabilidade da empresa contratada fazer o Laudo, conversar com a contabilidade da empresa e solicitar o cálculo exato do valor a ser recorrido em crédito ICMS.

 

Essa ação conjunta permite que o Laudo de ICMS Retroativo seja exato e não apresente nenhum tipo de incompatibilidade.

 

Assim, a empresa não corre nenhum tipo de risco perante a Secretaria da Fazenda glossar o valor a ser recebido.

Requisitos para recuperação do Crédito

Para que o processo de obtenção do Crédito ICMS por meio de qualquer um dos Laudos disponíveis, explicitados acima, é preciso seguir o passo a passo abaixo:

1 - A empresa não pode estar no período de recolhimento do Simples Nacional

É essencial garantir, junto com o departamento contábil, que a empresa não está no período de apuração do Simples Nacional.

 

Empresas optantes pelo Simples Nacional não têm o direito ao crédito de ICMS pelo simples fato de não apurarem os impostos de entrada e saída.

2 - A empresa já deve estar creditando e debitando ICMS

O setor de Contabilidade da empresa deve garantir que a mesma já creditam e debitam o valor do ICMS no regime de apuração de Lucro Real (LR) ou Lucro Presumido (LP), independentemente do diferencial de alíquotas dos produtos.

3 - Verificar o laudo técnico da empresa

Nesse caso, é importante que a empresa contratada se certifique da existência de um documento que comprove o laudo técnico da energia elétrica consumida nos seguintes setores:

 

  • setor de produção da empresa;
  • setor administrativo da empresa.

 

Esse laudo técnico deve se referir ao período de 5 anos (caso a empresa ainda não possua 5 anos de atuação no mercado, deve-se conferir o laudo técnico existente até o momento).

4 - Contratar uma empresa especializada ou um engenheiro perito

Todos esses passos serão totalmente em vão caso você decida não contratar um especialista.

 

Isso porque, de acordo com o conhecimento e credibilidade que a empresa ou especialista apresenta no mercado, o Laudo de Crédito ICMS da empresa será reconhecido como verdadeiramente imparcial.

 

Essa observação faz todo o sentido, uma vez que não será um membro da própria equipe da empresa que elaborará o Laudo de Crédito para ICMS, mas sim um profissional capacitado e terceirizado.

 

Se atente ao seguinte fator:

  • caso a própria empresa desenvolver o laudo de energia elétrica, existe uma grande possibilidade de a fiscalização tributária ser contra o documento;
  • a empresa fica passiva de penalidade por isso (pode ser multada);
  • os créditos ICMS podem ficar congelados.

Conclusão

Assim, contrate uma empresa especializada, como a WATT-SP e não corra nenhum risco de ter os créditos de ICMS congelados ou negados.

 

Fique à vontade para fazer um orçamento e tirar todas as suas dúvidas, entrando em contato pelo nosso site, e-mail ou pelos telefones:

 

  • (11) 98797-1095;
  • (11) 2082-2355;
  • (11) 2289-0080.

 

Além disso, se desejar pode entrar em contato conosco através das redes sociais.

Além das Regiões onde a WATT-SP atende Laudo de ICMS, também atende todo o interior de São Paulo e Brasil.

  • Aclimação
  • Bela Vista
  • Bom Retiro
  • Brás
  • Cambuci
  • Centro
  • Consolação
  • Higienópolis
  • Glicério
  • Liberdade
  • Luz
  • Pari
  • República
  • Santa Cecília
  • Santa Efigênia
  • Vila Buarque
  • Brasilândia
  • Cachoeirinha
  • Casa Verde
  • Imirim
  • Jaçanã
  • Jardim São Paulo
  • Lauzane Paulista
  • Mandaqui
  • Santana
  • Tremembé
  • Tucuruvi
  • Vila Guilherme
  • Vila Gustavo
  • Vila Maria
  • Vila Medeiros
  • Água Branca
  • Bairro do Limão
  • Barra Funda
  • Alto da Lapa
  • Alto de Pinheiros
  • Butantã
  • Freguesia do Ó
  • Jaguaré
  • Jaraguá
  • Jardim Bonfiglioli
  • Lapa
  • Pacaembú
  • Perdizes
  • Perús
  • Pinheiros
  • Pirituba
  • Raposo Tavares
  • Rio Pequeno
  • São Domingos
  • Sumaré
  • Vila Leopoldina
  • Vila Sonia
  • Aeroporto
  • Água Funda
  • Brooklin
  • Campo Belo
  • Campo Grande
  • Campo Limpo
  • Capão Redondo
  • Cidade Ademar
  • Cidade Dutra
  • Cidade Jardim
  • Grajaú
  • Ibirapuera
  • Interlagos
  • Ipiranga
  • Itaim Bibi
  • Jabaquara
  • Jardim Ângela
  • Jardim América
  • Jardim Europa
  • Jardim Paulista
  • Jardim Paulistano
  • Jardim São Luiz
  • Jardins
  • Jockey Club
  • M’Boi Mirim
  • Moema
  • Morumbi
  • Parelheiros
  • Pedreira
  • Sacomã
  • Santo Amaro
  • Saúde
  • Socorro
  • Vila Andrade
  • Vila Mariana
  • Água Rasa
  • Anália Franco
  • Aricanduva
  • Artur Alvim
  • Belém
  • Cidade Patriarca
  • Cidade Tiradentes
  • Engenheiro Goulart
  • Ermelino Matarazzo
  • Guianazes
  • Itaim Paulista
  • Itaquera
  • Jardim Iguatemi
  • José Bonifácio
  • Moóca
  • Parque do Carmo
  • Parque São Lucas
  • Parque São Rafael
  • Penha
  • Ponte Rasa
  • São Mateus
  • São Miguel Paulista
  • Sapopemba
  • Tatuapé
  • Vila Carrão
  • Vila Curuçá
  • Vila Esperança
  • Vila Formosa
  • Vila Matilde
  • Vila Prudente
  • São Caetano do sul
  • São Bernardo do Campo
  • Santo André
  • Diadema
  • Guarulhos
  • Suzano
  • Ribeirão Pires
  • Mauá
  • Embu
  • Embu Guaçú
  • Embu das Artes
  • Itapecerica da Serra
  • Osasco
  • Barueri
  • Jandira
  • Cotia
  • Itapevi
  • Santana de Parnaíba
  • Caierias
  • Franco da Rocha
  • Taboão da Serra
  • Cajamar
  • Arujá
  • Alphaville
  • Mairiporã
  • ABC
  • ABCD
  • Bertioga
  • Cananéia
  • Caraguatatuba
  • Cubatão
  • Guarujá
  • Ilha Comprida
  • Iguape
  • Ilhabela
  • Itanhaém
  • Mongaguá
  • Riviera de São Lourenço
  • Santos
  • São Vicente
  • Praia Grande
  • Ubatuba
  • São Sebastião
  • Peruíbe

O conteúdo do texto desta página é de direito reservado. Sua reprodução, parcial ou total, mesmo citando nossos links, é proibida sem a autorização do autor. Crime de violação de direito autoral – artigo 184 do Código Penal – Lei 9610/98 – Lei de direitos autorais.